Menu
Estilo de Vida

Troca um café por dia por uma viagem

Troca um café por dia por uma viagem

Sabes aquele momento em que abres o Instagram e vês uma determinada pessoa outra vez a viajar? E pensas instantaneamente que só pode ganhar uma dinheirão ou então ter papás ricos? A grande verdade é que hoje em dia só não viaja quem não quer (ou quem está em processo de mudanças para uma nova casa, como é o meu caso 🙁)… é tudo uma questão de princípios e prioridades.

Até podes não acreditar, mas a grande verdade é que podes viajar, até mais do que uma vez por ano, com o dinheiro que ganhas atualmente. O grande segredo para que tal aconteça não está no dinheiro que ganhas, mas sim no que poupas.

A melhor forma de poupar é nas pequenas despesas do dia-a-dia, como é o caso do famoso cafezinho, tão habitual na cultura portuguesa. Há vários anos que tenho por norma trabalhar em cafés (até no primeiro artigo do blog falei nisso), muitas das vezes da parte da manhã e novamente à tarde, ou seja, pelo menos dois cafés (isto quando não se pede uma natinha para acompanhar) por dia já entravam para as minhas despesas diárias. Pode parecer pouco, mas o custo de dois cafés ronda sempre valores entre os 1.3€ e os 1.6€. Agora multipliquem isto por 5 ou 6 dias por semana…

Café

Como tinha este ritual tão enraizado há vários anos, nunca prestei grande atenção ao facto de que, tomando apenas dois cafés por dia, gastava dinheiro que não precisava necessariamente de gastar, visto que podia trabalhar, nem que fosse apenas um dos períodos do dia, em casa, poupando assim o valor de um café (e já agora do combustível!), todos os dias. Apenas parei para pensar nesse aspeto no dia em que vi um vídeo do Pedro e da Sara, que têm um canal no Youtube (Tuga.me) e uma página no Instagram (@tuga.me) onde falam das suas viagens, sempre acompanhados pelo fiel amigo Rafita (este safado já viajou mais do que eu! 😀).

Assim que vi o vídeo, peguei de imediato na calculadora e pus-me a fazer contas: 0.70€ (no mínimo por café) x 5 dias (no mínimo) dá o total de 14€ por mês, que multiplicando por 12 meses dá o incrível valor de 168€ anuais. Claro que 168€ não dão para umas férias em Bali, mas já dão para qualquer coisa. E os valores que mencionei foram apenas para um café por dia e para uma pessoa… Se, por exemplo, adicionarmos um café a mais por semana e fizermos as contas a duas pessoas (no meu caso, eu e a minha namorada), obtemos os seguintes valores: 0.70 (preço do café) x 6 (cafés por semana) x 12 (meses) x 2 (duas pessoas) = 403.2€! É certo que, mesmo assim, 400€ não são suficientes para umas férias “loucas”, mas posso dizer-vos que já fizemos viagens em que gastamos, os dois, bem menos que este valor. E estamos a falar, exclusivamente, de alguns cafés a menos por semana.

Agora vou dar um conselho a quem queira pôr em prática este “truque”: arranjem um mealheiro (um dia vou criar um artigo sobre a importância do uso de um mealheiro) e coloquem lá, todos os dias, o dinheiro que, em condições normais, gastariam nos cafés. Se não colocarem logo de parte esse dinheiro, não vão conseguir acumular e “ver” o dinheiro na altura de marcar as férias, vão acabar por gastar noutras coisas, sem se aperceberem. Resumindo: coloquem logo o dinheiro de parte, todos os dias!

Garanto-vos que com este pequeno ajuste vão conseguir juntar dinheiro suficiente para umas férias, no mínimo, por ano ou, caso estejam a pensar fazer uma viagem mais cara, pelo menos já é uma grande ajuda, quer seja para abater no preço dos bilhetes de avião, alojamento no Airbnb, etc. Vai ser com esta pequena grande ajuda que espero conseguir visitar alguns dos meus destinos de “sonho” para 2020.

De seguida, podem ver o vídeo que vos falei 😉

E vocês, já colocaram alguma vez este plano em curso? Resultou? Que outros “truques” utilizam para juntar algum dinheiro extra para viajar? Deixem um comentário 😉

Sobre o Autor

Empreendedor digital, investidor, palestrante, cinéfilo, webmaster e blogger, dono de algumas dezenas de sites dos mais variados nichos, a trabalhar na Internet desde 2008.

2 Comentários

  • Silvana
    18 de Setembro, 2020 às 0:12

    Só quando uma pessoa para e pensa é que consegue refletir certas coisas. Parece impossível como uma coisa tão simples pode ter um impacto tão grande. Aqui em casa vamos começar já a apostar neste “truque” e a pôr algum dinheiro de lado… a ver o resultado 😀

    Responder
    • Pedro Freitas
      23 de Setembro, 2020 às 15:34

      Experimentem, tenho certeza que vão ter bons resultados 🙂

      Responder

Deixa um comentário