Menu
Desporto / Tempos Livres

Até já, Kobe Bryant

Kobe Bryant

Foi com enorme tristeza que li a notícia da morte do jogador norte-americano de basquetebol, Kobe Bryant. Kobe, que tinha sido ultrapassado no dia anterior, pelo seu amigo LeBron James, no ranking dos basquetebolistas com mais pontos de sempre da história da NBA, perdeu a vida num acidente de helicóptero, em Los Angeles. No total, foram nove as vidas perdidas no trágico acidente, incluindo uma das filhas do jogador, a pequena Gianna, de apenas 13 anos de idade.

Depois de acompanhar o final da carreira de Michael “Air” Jordan, foi Kobe Bryant, o Black Mamba como era conhecido, o melhor jogador de basquetebol que tive o prazer de ver jogar e de acompanhar toda a sua carreira. E que carreira! Foram cinco as vezes que se sagrou campeão (sempre pelos Lakers, único clube que representou) e duas as medalhas olímpicas que ganhou pelos EUA, nos jogos olímpicos de 2008 (Beijing) e 2012 (Londres). No total, ao longo da sua longa carreira, Kobe Bryant marcou 33643 pontos, conseguiu 7047 ressaltos e assistiu colegas 6306 vezes. Os 33643 pontos marcados fazem de Kobe Bryant o 4º melhor marcador de sempre da história da NBA, ficando apenas atrás de Kareem Abdul-Jabbar (38387 pontos), Karl Malone (36928 pontos) e LeBron James (33655 pontos). Michael Jordan completa o top 5 com 32292 pontos.

Kobe Bryant

Quando algo tão trágico acontece, não há muito mais a dizer… para a eternidade ficam as jogadas do outro mundo, os lançamentos “impossíveis”, os afundanços únicos e mais, muito mais… porque Kobe era mais, era muito mais que apenas um jogador de basquetebol, era um ser humano extraordinário, era um pai maravilhoso, era uma inspiração…

Até já, Kobe Bryant.

Aproveita e vê alguns dos melhores momentos de Kobe Bryant…

… e o top 10 das melhores jogadas da sua carreira.

Sobre o Autor

Empreendedor digital, investidor, palestrante, cinéfilo, webmaster e blogger, dono de algumas dezenas de sites dos mais variados nichos, a trabalhar na Internet desde 2008.

Sem Comentários

    Deixa um comentário